"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).
Textos


Não posso rir do palhaço
Ele é engraçado mas é triste
Faz chiste da ignorância.
Faz piada de molecagem

A dona boa que passa.
O garoto pobre que é abandonado.
A trama do destino infalível
abrindo crateras
em minha consciência.

Ter lucidez e
como ter enxaquecas.


Não posso rir do palhaço
Sua maquiagem esconde suas chagas
Suas chagas escondem suas dores.

E, por que rir a dor?
Por que rir de quem tropeça?
Se o caminho é o titubeio e o tropeção.
Se o começo é erro,
e só depois, bem depois...
vem alguma correção.

O palhaço é lírico
É reticente.
Suas flores de plástico
que jateiam água.
Fazem rir a plateia.
O amor impossível do palhaço.
A dor de pierrot sem colombina.

A solidão da sarjeta
e do circo.
Ou seria círculo?

Não posso rir do palhaço
Mas seu modo de fabricar
o riso,
a alegria e
a graça

A infância diluída em caretas
A pirueta inesperada
A cambalhota espiritual

A alma que se joga no trapézio
A curva que tripudia da encruzilhada
O hastag que informa o tema.

Palhaço
Humor
Infantil.
Ingenuidade.

Não posso rir do palhaço
Mas rendo todas as homenagens.
Salamalek
Viva o picadeiro!
Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 12/10/2017
Alterado em 21/11/2017

Música: criollissima - hamilton-de-holanda-

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr