"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).
Textos


Insetos andam em nuvem...
Pensamentos andam perdidos.
Insetos inoculam seu veneno
certeiro
Pensamentos contaminam de incertezas
o mundo inteiro
 
Insetos voam.
Transcendem
Mutam de larva em larva.
Abandonam cascas, dejetos
e passado.


Pensamentos emigram.
Carimbam o passaporte
na consciência em meio
flashes, lembranças e bilhetes.
 
Encontrei aquele bilhete
de amor.
Havia um perfume lírico.


Na curvatura da letra
havia um capricho
A tinta em ton sur ton
Pequenas gotas íngremes
inatingíveis
 
Insetos bailam no verão
Insetos voam e posam
com a destreza
de deuses microscópicos


Pensamentos pousam no inverno
No silêncio gelado dos ventos
Pensamentos fixam-se em icebergs
E derretem corações sórdidos.
 
Queria ser um inseto para
passar perto de você...
Para pousar sobre sua mão
Acariciar-te
Imperceptivelmente.
Insetos copulam sem carícias.
Pensamentos pulsam
na delicadeza diária.
Em contingências milimétricas.
 
Soltam-se em abismos.
Cremam-se em fogueiras.
Adornam palavras
E fazem a locução da alma.
 
Insetos entendem a poesia
sincera do orvalho
Pensamentos constroem
o orvalho,
a chuva
e a catarse de existir
apesar de tantos fenômenos.
 
Somos satélites
que nunca foram moscas.
 
Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 18/06/2017

Música: Rapsódia Sobre Um Tema de Pana - Idil Biret (piano),

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr