"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).

professora Gisele Leite

Diálogos jurídicos & poéticos

Textos


O ócio criativo corresponde a capacidade de conciliar o trabalho com os estados e o lazer de forma equilibrada, sem se sobrecarregar para poder extrair o máximo de cada momento. Através desse ócio, você poderá dedicar-se inteiramente e desenvolver as melhores ideias. O conceito de ócio criativo foi proposto pelo sociólogo italiano Domenico Masi no meio da década de noventa. Defendeu essa maneira inovadora de desenvolver o trabalho e, ainda, obter maior qualidade de vida. Em sua obra intitulada "O Ócio Criativo" onde o sociólogo demonstra como a alegria e satisfação pessoal no cotidiano aumentam a criatividade, que por sua vez, faz crescer o potencial de imaginação necessário a um melhor desempenho produtivo no trabalho e também na escola. Portanto, ele defende a redistribuição do tempo, da riqueza, dos procedimentos, do saber e do trabalho. O filósofo Mário Cortella nos elucida a importância do Ócio Criativo: " A desocupação é criativa na medida em que permite que você note o que não era notado". O ócio criativo não significa não fazer absolutamente nada ou perder o valioso tempo da vida. Na verdade, ele é ​​um tempo planejado e focado, dedicado a não se apressar, sentir-se oprimido ou uma sensação de insatisfação persistente. O ócio criativo nos permite não fazer, mas, simplesmente, ser.

GiseleLeite
Enviado por GiseleLeite em 15/09/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
iDcionário Aulete