"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).

professora Gisele Leite

Diálogos jurídicos & poéticos

Textos


O vocábulo "porcelana" passou a ser utilizado na Europa a partir do século XV, sua origem é da analogia a uma concha chamada "porcellana" que é branca e translúcida. As primeiras porcelanas chegaram ao Velho Continente pelas naus de Vasco da Gama, resuntante de uma grande compra feita em Calicut, na Índia. E, logo se deu grande
interesses dos portugueses pelas peças.

Porém, foram os alemães os primeiros a descobrir o segredo de sua fabricação, no século XVIII. As primeiras porcelanas que deslumbraram os europeus foram a azul e pranga, das dinastias Yuan e MIng que tiveram seu apogeu no século XIII. Depois que os portugueses estabeleceram o caminho marítimo para a Chima e para o Japão,  no século XVI, o comércio da porcelana prosperou.

Ao fim do século XVII, após a Cia. das Índias Orientais holandeses juntou-se ao lucrativo comércio, a Inglaterra então aderiu à moda da porcela, conhecida popularmente como "china". A partir de 1740, outras fábricas pipocaram pela Europa, várias delas na França (Vincennes, Sèvres)  na Itália (Capodimonte, Doccia) e na Bélgica. Nestas, estabeleceram-se novos padrões de luxo, com louças  de porcelana com pinturas delicadas de paisagens e aves, finalizadas em ouro.
A demanda por xícaras e pires de porcelana aumentou quando bebidas como o chá, o café e o chocolate quente 
tornaram-se sucesso na Europa. No século XVII. Pois cada bebida exigia seu próprio tipo de bule, xícara e acessórios. Às xícaras, inclusive, associava-se, no século XVI, ideias mágicas sobre a porcelana. Acreditava-se que, bebendo numa xícara de porcelana, as pessoas estariam protegidas de venenos como arsênico.

A porcelana é confeccionada pela primeira vez na China ainda entre os séculos 7 e 10, durante a dinastia Tang, nasceu da mistura de dois minérios, a saber: feldpato e caulim que quando aquicidos, um vitrificava enquanto outro mantinha a forma do objeto. Na tentativa de imitar a porcelana chinesa, os italianos descobriram uma outra fórmula à base de argila e vidro.

E, foi fabricada em Florença por volta de 1575, e se diferenciava da porcelana oriental por sua consistência mais mole. Só em 1707 que os químicos alemães Johann Friedrich Bottger e Ehrenfried Walter von Tshirnhaus conseguiram desvendar a fórmula da autêntica porcela chinesa. A presença de fissuras na porcelana se deve a uma reação química adversa ou mesmo forte alteração da temperatura que podem danificar o esmalte da porcelana.
 

GiseleLeite
Enviado por GiseleLeite em 28/07/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
iDcionário Aulete