"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).

professora Gisele Leite

Diálogos jurídicos & poéticos

Textos


Muitas vezes, utilizamos palavras sem saber a história de sua origem. É o caso da palavra "formidável" que nem sempre teve um significado positivo. Pois, em sua origem, significava algo terrível ou aterrador, inspirando medo e pavor, por traduzir aquilo contido exatamente numa forma.

A palavra "testemunho", por exemplo, vem do latim testis que nos remete a testículo. Aliás, na Antiga Romano, só os homens poderiam ser testemunhas, posto que são os únicos que, de fato, os possuem. Ao jurar dizer a verdade, nada além da verdade, pousavam a mão sobre os próprios testículos. Assim, a mulher não era considerada no tribunal romano. Eunuco e mulher não podiam prestar depoimento em nenhum tribunal romano.

Na Bíblia, no livro dos Gênesis, Abraão manda um servo jurar dizer a verdade diante do Senhor, com mão debaixo da coxa de Abraão, o que é certamente um eufemismo, para a mesma situação. Para jurar teria que colocar a mão no testículo do patrão. 

 Outra expressão é os "cabeças-chata" da época da formação do exército do Dom Pedro I, que agremiou vários nordestinos, que utilizavam um chapéu de aba larga, que se transformara em motivo de chacota pelos adversários.

Até o século XVI, não havia uma palavra específica para órgão genital feminino, como os exemplo, vagina, vulva, ovário e útero. A vagina, por exemplo, era a  bainha de espada. Vulva, por sua vez, era porta de vai-e-vem, típica de saloom.

Útero era barriga tanto de homem como de mulher. Ovário foi criada das aves e, migrou para o feminino. As pessoas que falavam do assunto como parteiras, enfermeiras e médicos até o século XVI,  usavam os mesmos termos que eram utilizados para as partes masculinas.

Pois, até o século XVI, se acreditava que fomos criados pelo Deus, mas a mulher, era criada da costela e, que teria levado o homem a perdição. E, por isso, acreditava-se que a mulher era um ser inferior, mas ainda, era criatura de Deus. Só que tinha os mesmos órgãos masculinos, só que desenvolvidos para o interior. Seria um ente masculino intestinal.

A palavra "orchey" que deriva orquídea, referia-se a palavra grega para testículo. O clitóris, por exemplo, foi descoberto somente 1559. Antigamente, quando as mulheres mestruava, dizia-se que estava de paquete. O navio Ita do Norte (era chamado de paquete) e, fazia o percurso em 28 dias, o que corresponde exatamente ao ciclo mestrual. 

As palavras, por exemplo, que nomeiam prostitutas possuem peculiar história. A palavra "puta", significava ato de podar árvore. Havia uma deusa romana, Puta que era quem cuidava da poda das árvores, na Antiga Roma. A palavra "puta" está na base de outras palavras tais como reputação e computação.

Outros estudiosos do idioma, associam a palavra puta como derivada do verbo putare em latim que significa imaginar. Correspondendo àquela que oferece graciosamente tudo aquilo que se imagina.

A merda tem uma história interessante  e, sua origem, situa-se no uso em França, quando um dos generais de Napoleão, Cambronne, que teria dito aos ingleses: - Merda a guarda se rende jamais! A partir daí, merda adquiriu a noção de estímulo. Por isso, a interjeição utilizada pelo teatro. Merda tinha sentido de excremento e de ser incentivo para se jogar.

A palavra "porra" em sua origem é uma palavra militar que nomeiava um bastão com uma bola e um espeto. Em algum momento da história da Europa,  fez-se a ilação entre a ferramenta de guerra e a lanceta viril dos soldados. E, então, passou a ser sinônimo de pênis. E, com a evolução, passou a designar o produto do pênis, ou seja, o sêmen.

É uma interjeição estimulativa. A porra está na base de palavras, tais como prudente. No México, a torcida de futebol é conhecida como porra.  

Em Portugal, se você desejar comprar um simples broche, e pedir utilizando essa palavra, estarão entendendo que você está solicitando um sexo oral masculino. E, isso pode ser assaz constrangedor. Tem que se pedir uma aldrava ou adereço.

Enfim, a etimologia da palavra "obsceno" significa uma linguagem augural, de mau augúrio. Afinal aquilo que é obsceno é o que afeta a moral comum de certa sociedade, podendo ser um ato, palavra e até mesmo uma pessoa ou contexto. Que pode ser pornofônico, que é algo chulo.
 
GiseleLeite
Enviado por GiseleLeite em 05/06/2020
Alterado em 05/06/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
iDcionário Aulete