"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).
professora Gisele Leite
Diálogos jurídicos & poéticos
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Perto de você, faltava-me oxigênio... Minha voz tremulava e flanava sem sequer articular aquilo  que eu queria. Talvez você nunca o soubesse. Pois afinal, tanto tempo crescendo juntos, cada um para um lado, seguindo trilhas diferentes e inclinações díspares. Não demonstrava meus sentimentos e nem condolências. Mantinha indefectível meu ar blasè... como um final de tarde sangrento, num horizonte lilás. Você me inspecionava, começava pelos pés e, ia subindo, e finalmente, encontrava meus olhos, mirava-me como um pelotão de fuzilamento. E, ainda, perguntava-me sobre meu derradeiro desejo. Anos se passaram. Histórias e estórias começaram e se findaram. E, você só foi apenas reticências. Nunca começamos, portanto, nunca acabamos... nossas mãos frias se cumprimentavam formalmente, e pálida,  ainda sorria noblesse oblige... Quando soube que eu era uma das premiadas, limitou-se a afirmar, que sempre soube e, que jamais desacreditou em meu talento. Convidou-me para uma taça de vinho no lounge, e discretamente, revelei que tomava antibióticos e que não poderia cortar o seu ciclo... Mais um ciclo, aliás. Mais um sentimento tardio a sapatear sobre o destino... I am singing in the rain... just sing in de the rain... Dançando na chuva, e sendo a chuva  bendita, que lava tudo. Lava a cena, lava a alma e os remorsos latentes. Viva o solvente universal!
GiseleLeite
Enviado por GiseleLeite em 13/12/2019
Alterado em 13/12/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários