× Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).
professora Gisele Leite
Diálogos jurídicos & poéticos
Textos
Empunhar aquele ódio
fotografado no fundo da pupila
Suar feito suíno ou
como animal encurralado
Enjaulado.

Pobre fera sem espaço.
Com o pulmão apertado no peito.
O peito em afar condenado 
à asfixia,
à servidão.
E, sem oxigênio.

Suas fantasias  pareciam
mais coloridas
E a tontura e o abismo
se avizinham,
se irmanam e 
nos empurrar para infinito.
Reticente e misterioso.

Morrer é infinitivo.
Morrer é definitivo
Ainda ontem morreu
um sentimento em mim
E sua cruz é a cicatriz
do gemido tardio,
sob o cheiro de jasmim,
do ganir em silêncio,
em purgar a lepra
e a hemoptise.

Sangram minhas narinas.
Sangram os pés.
Sangram as mágoas esquecidas
e arquivadas na memória
requentada
do cair da tarde.

Sangram as paredes testemunhas
oculares de
tragédis intersticias.
Cúmplices documentam
em suas manchas o
retrato do cotidiano.

Morremos todos os dias.
Com menos sol.
Com menos alegria.
Com as parcas certezas e
muitas agonias.

Nos apegamos a muita coisa
simples e que escorrem feito
arreia fina.
Como tempo na ampuleta
que jaz sobre a mesa da sala.
Jaz em contundências.
GiseleLeite
Enviado por GiseleLeite em 25/10/2019
Alterado em 25/10/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários