× Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).
professora Gisele Leite
Diálogos jurídicos & poéticos
Textos
A expressão "quinto dos infernos" advém do período colonial brasileiro, bem na época do Ciclo de Ouro, ao final do século XVI, e se referia à cobrança de imposto devido ao Império Português. O quinto correspondia a vinte por cento de toda produção de ouro da colônia.

Comenta-se que originalmente quando os cobradores de impostos iam exigir o pagamento, ouviam comumente "Vá buscar o quinto nos infernos". Com passar do tempo, a evolução substituir o nos por dos, resultando quinto dos infernos. E virou sinônimo de tudo que é ruim.

A obra clássica que descreveu o Inferno é a Divina Comédia escrita por Dante Alighieri no começo do século XIV e nesta obra são descritos o paraíso, o purgatório e nove círculos que formam o Inferno.

No quinto círculo existe um lago, onde estão amontoados os acusados de ira. Eles estão juntos com seus semelhantes que se batem e se torturam.

No fundo deste lado estão os rancorosos que nunca demonstraram sua ira, eles não podem subir à superfície e ficavam na lama do fundo do rio.

Se você estiver querendo brigar com todo mundo e ser mandado para o Quinto Círculo do Inferno parece certo. Já no oitavo círculo que é formado por dez fossos.

Aliás, para o quinto fosso, os corruptos estão submergidos em um caldo fervente, os que tentam ficar com a cabeça fora do caldo são atingidos por setas lançadas por demônios.

Em vida, os corruptos tiraram proveitos da confiança alheia que era depositada nestes. No inferno, estarão submersos em caldos, escondidos, porque suas negociações eram também feitas às escondidas.

Portanto, o quinto fosso do oitavo círculo dos infernos parece ser mesmo um lugar perfeito para enviar boa parte da classe política brasileira.
GiseleLeite
Enviado por GiseleLeite em 22/04/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários