"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).
professora Gisele Leite
Diálogos jurídicos & poéticos
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


A insuportável geração floco de neve se constitui por pessoas que atingiram a idade adulta na década de 2010. Trata-se de pessoas ultrassensíveis, que se ofende por absolutamente tudo, dotadas de baixa ou nenhuma resiliência.

O termo é considerado depreciativo e certamente a expressão Generation Snowflake se originou nos EUA. Entrou num uso mais disseminado no Reino Unido em 2016.

Segundo Claire Fox, a geração floco de neve é angustiada por idéias contrárias à sua visão de mundo, e mais propensos a patologias que atingem a saúde mental.

E, alguns professores de renomadas universidades no mundo tais como Havard, Yale, Oxford e Cambridge perceberam que tais alunos e alunas não
são tolerantes à frustração e são especialmente inclinados a fazerem uma tormenta em um simples copo de água.

Sem dúvida, o comportamento de cada geração reflete a sociedade onde vivem. E,  para enfim melhor entender o perfil e a personalidade das pessoas, é indissociável observar o relacionamento  que teve com seus pais durante a infância e adolescência. Assim como também é veraz que as expectativas sociais também possuem especial papel no estilo educacional que sofreram e, que também contribuem para a formação das características da personalidade humana.

Assim, numa metáfora didática, a sociedade corresponde à terra, onde a semente é plantada, cresce e os pais atuam como jardineiros, de sorte que são responsáveis por fazer crescer e prosperar as sementes e  as plantas.

Mas, é preciso entender que nem todas as pessoas de certa geração respondam da mesma forma, felizmente, existe as salutares diferenças individuais. É inegável que as diferentes gerações humanas possuem metas,
sonhos e formas de comportamento além de característcas que são impensáveis para outras gerações.

Evidentemente, não devemos apor rótulos, mas a geração "floco de neve" é resultante de superproteção que sofreram, do sentido exacerbado de eu, o que os fazem acreditar que possuem direitos especiais sobre os outros. Já que acreditam-se ser tão únicos e singulares.

Normalmente, essa geração é acusada de ser tipicamente "mimada", sensível além de ter exagerado senso do que seja politicamente correto.

Há, de fato, um egocentrismo, e assim, passaram a ver o mundo como sendo hostil, ameaçador e, passaram a assumir a personagem da vítima. Outra causa é que a referida geração exigem a criação de "espaços seguros", e possui peculiar medo devido a falta de habilidades para enfrentar o mudno, seja pela educação extremamente superprotetora que receberam e que a ensinou a ver possíveis abusos, insegurança e iminência de catástrofes.

Quase como desejassem a viver numa peculiar bolha de vidro, numa limitada e estreita zona de conforto onde se sintam seguros e resguardados. Infelizmente a geração floco de neve não possui tolerância suficiente à frustração de maneira que ao menor obstáculo já se descencoraja completamente.

E, nem desenvolveu inteligência emocional adequada, pois não sabem lidar com emoções negativas e nem os conflitos que surgem. Sentem-se ofendidos por diferentes opiniões e são hipersensíveis à crítica, e, em geral a todas as coisas que não se encaixem exatamente em sua visão de mundo.

Propensa a assumir ao papel de vítima e, considerando que todos estão contra ou são equivocados, sempre colocam a responsabilidade de erros sobre os outros, ao invés de se encarregar de suas vidas, e mudar o que simplesmente precisa ser mudado. É geração mais propícia aos transtornos psicológicos, de estresse pós-traumático, à síndrome de ansiedade e da depressão. Haja psicanálise e farmacopéia para ajudá-la.

Referências
NUSTKER, BJ et al. (2012) The Association for University and College Counseling Center Directors Annual Survey Reporting Pesquisa do AUCCCD  Traduzindo e adaptado por Ademir Fábio Quintor Stroher Via Rincón de la Psicologia,
GiseleLeite
Enviado por GiseleLeite em 27/03/2019
Alterado em 28/03/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários