professora Gisele Leite
Diálogos jurídicos & poéticos
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).


O país está soçobrando. O capital eleitoral que levou certo grupo à presidência, não se traduz em capital político. Não há acordos e nem conciliações. A cada pronunciamento público do governo dá-se um oceano de bizarrices e ilegalidades.

Presumi que pelo menos montar uma equipe de assessoria, contornaria a inaptidão e o tom de bravata. Só apelando para poderes mágicos que sairemos dessa crise.

E a gaveta da criatividade está vazia. Não há gestão e nem gestores. Há confusão, constrangimentos e mera politicagem. Não há métodos ou procedimentos. Precisamos amadurecer a democracia e nos aprimorar no capitalismo.

Precisamos de tanta coisa, e diante desse caos, o horizonte nos assusta. Pois não vejo futuro. Não vejo o fim da linha.

Quais alternativas ainda temos ? Sacudir a cartola e tirar um pouco de consciência e cidadania. Não há salvador da pátria. Há uma pátria combalida e desnutrida.

Há uma gleba abandonada invadida por ervas daninhas... E, um deserto no lugar da consciência. Há palavras vãs e slogans malditos.

Vigentes estão os vilipêndios ao direito à educação, à saúde, ao meio ambiente hígido e, mais, à dignidade humana. Não basta existir, imprescindível é sobreviver com dignidade.

Enfim, a história registrará e julgará os principais autores, réus e algozes quando a verdade se revelar. De nada adianta fantasias, máscaras e engodos. Um dia, a verdade comparecera simples e crua. E, condenará aqueles que podiam ajudar e não o fizeram.
 
GiseleLeite
Enviado por GiseleLeite em 14/08/2019
Alterado em 14/08/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários