"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).

professora Gisele Leite

Diálogos jurídicos & poéticos

Textos


Os traços asiáticos
Olhos enigmáticos  e lineares.
Um sorriso pequeno e discreto
Suas mãos pequenas e jeitosas
esculpiam gestos abstratos.

Os cabelos escuros na
tez tão clara
tingiam um contraste ainda
mais misterioso.

Para onde estava olhando?
Seria de soslaio.
Seria de ironia.
Ou apenas uma mirada qualquer.

Meus questionamentos quicavam
feito bola no convexo silêncio
repleto de reticências
e afetos paradoxais.

Uma borboleta pousou 
diante da janela
envaidecida de ser livre 
e laranja
numa cor de entardecer 
mas,
em plena manhã.

O orvalho com o calor do sol
secou-se.
Evaporou-se magicamente. 

Foi ser nuvem, e talvez,
um dia, venha a ser chuva.
Ou simplesmente lágrima
de quem está cativo e não sabe.

De quem suporta os grilhões
na inocência ou na ignorância.

Quantas almas cativas permanecem
em degredo?

Quantas almas libertas permanecem
em segredo?

Muitas. Poucas ou nenhuma.
A quantidade não importa mais.
Tudo passa como a areia da ampulheta
que só volta a escorrer,
quando invertê-la novamente

Um segundo ou um século.
E, seus olhos marcaram-me feito uma
cicatriz eterna.
GiseleLeite
Enviado por GiseleLeite em 07/07/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
iDcionário Aulete