"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).

professora Gisele Leite

Diálogos jurídicos & poéticos

Textos


A estória de Rapunzel é um conto de fadas de autoria dos irmãos Grimm que foi publicado em 1812. Era uma menina que ficou presa em uma torre muito alta sem portas e janelas por uma bruxa. E, seu cabelo jamais cortado cresceu incessantemente e, era através de uma imensa trança feita de seu cabelo que a bruxa subia todos os dias para ver sua prisioneira.

Um belo dia, um príncipe que passava no lugar, ouviu a Rapunzel com sua voz maviosa cantando, e então, se apaixonou tanto que decidiu fugir com ela. Mas, enfrentou a vilã, que era uma bruxa, e na peleja foi castigado com a imposição de uma cegueira e Rapunzel tem suas suas longas tranças cortadas e foi expulsa para o deserto.

Ao final, da estória, a visão do princípe foi recuperada pelas lágrimas da amada e, o caso alcançou o tão sonhado final feliz.

A estória de Rapunzel ilustra o comportamento de mãe possessiva que pode vir até enclausurar a filha, transformada em seu bem mais precioso, num relicário sagrado.

O início do conto relata a história de um casal, cuja mãe grávida tem forte desejo de comer certa hortaliça (rabanetes) que crescia no jardim de uma vizinha que era bruxa. Então, o pai roubou por duas vezes a referida hortaliça para ver a mulher satisfeita, mas então, a bruxa o flagra e concorda em absolvê-lo, se quando a criança nascesse lhe fosse entregue. E. assim foi selada a sorte de Rapunzel.
GiseleLeite
Enviado por GiseleLeite em 12/06/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
iDcionário Aulete