"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).
Textos


Tudo que tenho
são minhas lágrimas
Mas estas secaram

Tudo que tenho
são minhas dores
Mas estas cessaram

Lateja-me a consciência
com gritos e sussurros
Penetrando-me n'alma

Agregando-se ao espírito.
Ao etéreo
Ao abstrato que feito molusco
se agarra ao corpo de pedra.

E, ondas batem.
Lavam.
Lixiviam
Mas o molusco, cresce,
domina a pedra em silêncio.


Tudo que tenho
é essa sensação de pertencimento.
Pertencer a uma família.
Pertencer a uma cultura.
Pertencer a essa terra
que um dia irá sepultar-me

Encobrir-me finalmente.
Voltar a natureza.
Ao pó.
Conhecer o vento.
O devaneio das folhas.
Os outonos e invernos.

E no verão.
Diante do calor do sol.
Arder-se.
Diante da distância das estrelas
Distribuir meus sentimentos
aos céus...

Decifrar as sombras.
Traduzir a luz dos olhos alheios.
E marcar o caminho
na busca do aprendizado.

Então, deixaremos as lágrimas.
O corpo abandonará os suores.
A mão abandonará a escrita.
E, tudo que foi dito ou escrito.
Serão apenas vestígios de algum
pertencimento.
 
Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 15/01/2018

Música: Masquerade: Waltz - Efrem Kurtz & Philha

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr