"O conhecimento é o mais potente dos afetos: somente ele é capaz de induzir o ser humano a modificar sua realidade." Friedrich Nietzsche (1844?1900).
Textos


Metade do ano.
Metade do infinito.
Metade de esperança.

Meio baú.
Meia concha.
Meia Lua.
Meia maluca.

Metade do ano.
Anos passam por meios inteiros.
Gemem as portas.
Agonias comparecem pontualmente.
Dores pontuam a sintaxe do corpo.
Poesias corrompem a ortografia.

E os escritos escorrem 
pelos dedos,
pela pele ou
suor.
Solidificam em cadernos,
em papéis amarelados,
em recordações coladas em álbuns

Meio século.
Meia alma.
Meia palavra.
Sentimentos fragmentados
Com fractais.
Luzes interceptam pensamentos.
Pensamentos cruzam esquinas
enigmáticas e semânticas.

A direção sem vetor.
Embarcação sem vento.
E metade de tudo
Um milímetro a mais.
E temos quase tudo.
Sempre a sensação
de inacabada.

Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 25/07/2017

Música: Love Letters - Floyd Cramer

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr